O QUE É A ELECTROESTIMULAÇÃO

O QUE É A ELECTROESTIMULAÇÃO

A electroestimulação é uma tecnologia que não é recente, mas que nos últimos anos assistiu a um desenvolvimento muito grande e extremamente rápido. Isso tem levado a que cada vez mais pessoas a procurem e experimentem, tornando-se numa das principais tendências deste ano para quem procura perder peso, eliminar a celulite ou aumentar a massa muscular.

 

Mas o que é ao certo a electroestimulação? É uma tecnologia que consiste em aplicar impulsos artificiais directamente nos músculos, numa utilização terapêutica que tem vários benefícios associados. Assim, esta técnica permite melhorar a circulação sanguínea e o fluxo linfático, combatendo a celulite e a gordura aplicada, mas também cuidando de edemas pós-traumáticos, tanto agudo como crónico.

O nome, electroestimulação, vem então desse estímulo provocado através da corrente eléctrica, que leva à contracção muscular e, por sua vez, a um melhor fluxo sanguíneo. Para isso, necessita de utilizar equipamento próprio, que consiste num conjunto de colete e calção, onde estão localizados os eléctrodos. Todas as sessões devem ser sempre acompanhadas por um personal trainer ou outro profissional especializado, sem qualquer excepção.

São várias as vantagens que decorrem da electroestimulação. Numa simples sessão de apenas 20 minutos, é possível trabalhar cerca de 350 músculos do corpo humano, com um rendimento muito elevado que equivale a cerca de duas horas de um treino convencional. Se aumentar a periodicidade desta sessão, pode imaginar ao final do mês a diferença no que diz respeito aos resultados obtidos.

Assim, além da melhoria da circulação sanguínea, a electroestimulação permite ganhar massa muscular, reduzir gordura, perder peso, fortalecer os músculos, aumentar a resistência, melhorar a postura, aumentar a actividade cardiovascular e fortalecer os ossos. Além disso, como qualquer actividade física, estimula o bem-estar mental, reduzindo o stress e a ansiedade acumulado.

No entanto, a electroestimulação não é aconselhado a grávidas, a quem use pacemaker ou outras próteses metálicas, assim como doentes com problemas mentais, como esquizofrenia. Recorra sempre a ajuda especializada, para planear as suas sessões de electroestimulação. Estas não devem ter mais de 40 minutos diários. Contudo, lembre-se que os resultados desta técnica só serão alcançados quando combinados com uma dieta equilibrada e um estilo de vida responsável e ponderado.

BENEFÍCIOS DE UM BOM CREME ANTI-RUGAS

BENEFÍCIOS DE UM BOM CREME ANTI-RUGAS

Somos inundados pela publicidade por inúmeros cremes anti-rugas, das mais variadas marcas e modelos como por exemplo a Lr Catalogo, com um sem número de benefícios e, claro, com vários preços diferentes. No fundo, todos prometem o mesmo: eliminar as rugas, rejuvenescer a pele e garantir um aspecto mais jovem e saudável.

No entanto, sabemos que não existem fórmulas mágicas e que a eficiência destes produtos nem sempre é tão garantida quanto a propaganda nos vende. Por isso, o importante é saber que produtos comprar e utilizar. A opinião de um especialista é sempre importante, mas muitas vezes acontece o facto da mesma marca operar de forma distinta em peles diferentes. Isso deve-se ao facto da pele ter uma impressão digital que nos distinguem dos restantes, fazendo com a abordagem terapêutica de cada pessoa seja diferente e única.

Assim, mais importante do que a marca ou o preço, está a eficiência do seu creme anti-rugas. E, muitas vezes, esse não é necessariamente o mais caro do mercado. E isso é uma óptima notícia, uma vez que todos estes produtos estéticos são sempre pouco amigos da carteira. É que os cremes anti-rugas não são oficialmente considerados medicamento e, com tal, não comparticipados. Por isso, um dos benefícios em recorrer a um bom creme anti-rugas pode começar logo pela componente financeira.

Além disso, um mau creme anti-rugas pode levar a efeitos secundários prejudiciais para o seu metabolismo. E isso pode exigir mais gastos e custos para os combater. É que existem no mercado cremes anti-rugas que, apesar de serem extremamente complexos, não são necessariamente de boa qualidade, levando a uma hiper-sensibilização da pele ou ao aparecimento de eczema, por exemplo. Por isso, ao recorrer a um bom creme anti-rugas estará à partida a evitar efeitos secundários prejudiciais.

Existem outros efeitos secundários que deverá ter em atenção. A irritação da pele, a escamação, a secura ou mesmo a sensação de queimadura quando exposto ao sol são alguns efeitos secundários comuns aos cremes anti-rugas. A maior parte deles são passageiros, mas por vezes podem demorar-se e levar  complicações extra. Por isso, é igualmente importante prestar atenção à composição dos produtos cosméticos no momento da compra. A utilização de um bom creme anti-rugas permite prevenir este tipo de efeitos.

No fundo, não se deixe convencer à primeira impressão pela propaganda das marcas. Investigue, compare a composição dos produtos, pesquise na internet a opinião de outros utilizadores e, acima de tudo, experimente. Muitas vezes, as marcas até oferecem amostras dos produtos cosméticos, o que é uma excelente oportunidade para testar pessoalmente na sua pele os cremes anti-rugas. E, acima de tudo, tenha em consideração que o melhor produto para o seu metabolismo não tem que ser necessariamente o mesmo que o das suas amigas ou conhecidas.

Mais informacao sobre a LR veja mais aqui.

beneficios da radio frequencia

OS BENEFÍCIOS DA RÁDIO FREQUÊNCIA

Provavelmente já ouviu falar de rádio frequência, um dos tratamentos estéticos mais populares dos últimos tempos. Esta tendência tem ganho cada vez mais seguidores e adeptos em todo o mundo, graças aos seus resultados rápidos e, sobretudo, duradouros. A rádio frequência é ideal para combater a flacidez, tanto na cara como em todo o corpo, assim como as rugas, linhas de expressão e a celulite e toda a gordura acumulada.

O tratamento através da rádio frequência consiste em elevar a temperatura da pele até uma temperatura de cerca de 41 graus celsius, obrigando o colagénio a contrair-se. Este processo obriga o metabolismo a aumentar a produção de mais fibras de elástica e do próprio colagénio, fazendo com que a pele se torne mais firme. Simultaneamente, este aumento de temperatura ajuda a romper possíveis células de gordura que existam, levando à sua eliminação. Os resultados começam logo a ser notados após a primeira sessão, o que é muito recompensador para quem recorre ao tratamento, até porque estes, normalmente, exigem uma grande dedicação a longo prazo. Além disso, os resultados são igualmente progressivos, ou seja, significa que quantas mais sessões efectuar, melhores e mais visíveis serão os resultados verificados.

Se nunca testou a rádio frequência e gostaria de experimentar, mas está apreensiva com o procedimento, fique a saber que este é cem por cento seguro. Apesar de trabalhar com temperaturas elevadas, a rádio frequência não comporta perigo ou danos para o paciente. Os únicos riscos que podem advir daí estão apenas relacionados com um possível mau uso do equipamento, o que é muito pouco provável. É que, apesar de elevar a temperatura da pele acima dos 40 graus celsius, os movimentos circulares do equipamento evitam qualquer tipo de sobreaquecimento e, consequentemente, de queimaduras.

No entanto, este é um tratamento estético sobretudo recomendado a adultos e jovens adultos saudáveis e com uma pele íntegra. Não é recomendado a pessoas que estejam a sofrer de febre, grávidas, utentes em processos de quimioterapia, indivíduos com qualquer doença do colagénio, por exemplo, ou todos aqueles que tenham próteses metálicas na zona a ser intervencionada ou mesmo pacemakers. A rádio frequência também não é aconselhada a quem sofra de tensão arterial ou diabetes que levem a uma hipersensibilidade da zona a ser intervencionada.

Qualquer tratamento de rádio frequência está dependente dos resultados que o paciente pretende. O ideal será consultar um profissional e, juntamente com ele, estabelecer um plano de intervenção. Se procura eliminar uvas ou linhas de expressão rosto, normalmente é recomendado cinco sessões no mínimo; se pretender antes eliminar gordura localizada, como a celulite, então poderá vir a necessitar de 7 a 10 sessões até começar a notar os efeitos.

É certo que este é um tratamento algo caro, mas não existem procedimentos estéticos que sejam propriamente baratos. A grande vantagem é que a rádio frequência apresenta mesmo resultados visíveis, de forma rápida e, mais importante ainda, duradouros. Além disso, em comparação com a cirurgia plástica por exemplo, é menos doloroso e comporta menos riscos. Portanto, se procura uma forma de combater a flacidez, as rugas e a celulite, a rádio frequência é o tratamento para si.